EXERCÍCIOS COM BARRA OU HALTER

Há diferença na solicitação muscular?

Sylvester Stallone220517

Por: Sandro Lenzi

A dúvida é antiga já. Será que os exercícios com barra ou halter apresentam alguma diferença real na solicitação muscular? É o que iremos te responder neste artigo!

A musculação é um mundo de muitas variáveis é difícil encontrar, em uma questão sequer, uma resposta que se enquadre em diferentes contextos. Neste caso, já te adianto nas primeiras linhas deste artigo, não espere resultados prontos, respostas engessadas.

A utilização de halteres ou barras na execução dos exercícios envolve muito mais do que apenas uma determinada solicitação muscular. Temos principalmente, questões individuais envolvidas.

Nível de treinamento, qualidade de execução, carga e muitos outros elementos estão envolvidos em uma analise como essa. Porém, há questões que podem ajudar a tornar o tema mais claro e efetivo.

É preciso analisar, porém, alguns elementos gerais antes.

Exercícios com barras ou halteres, as análises precisam ser amplas!

Temos diferentes tipos de exercícios dentro da musculação. Basicamente, os exercícios feitos com barra ou com halteres, se enquadram na categoria de peso livre. Desta maneira, não espere resultados estatisticamente discrepantes na utilização de ambos. Na prática, eles até podem trazer diferenças de fato grandes, mas tudo vai depender do indivíduo que está executando.

Partindo do princípio que a maior parte dos movimentos onde podemos ter uma diferença nos resultados, envolve membros superiores, é importante ressaltar alguns pontos.

Independentemente do caso, excesso de carga, encurtamento muscular e experiência no treinamento, fazem toda a diferença.

No geral, os treinos com barra mantem os membros mais fixos. Trabalhamos com sincronismo dos membros e em determinados pontos, conseguimos usar mais carga externa. Já os movimentos com halteres, pelo fato de termos a carga dividida igualmente entre os membros, solicitam um padrão de controle muscular maior.

Por isso, não é difícil encontrarmos casos onde devemos reduzir a carga dos exercícios com halteres. É natural e isso não deve ser, de forma alguma, motivo para você se preocupar. Quanto mais controle um movimento exigir de seu corpo, na fase de adaptação e aprendizagem, menor será a carga usada.

Em termos práticos, o que isso significa. Muita coisa. Mas novamente esbarramos em elementos individuais. Se formos comparar o efeito do treinamento com barra ou com halteres, em um individuo treinado com um inativo, é lógico que teremos resultados diferentes.

Vamos ver o que a ciência já pesquisou e concluiu sobre isso!

Estudos sobre a diferença entre exercícios com barra ou com halteres

Dentro destes movimentos, provavelmente é no supino que mais iremos sentir a diferença. Isso por causa da ação da gravidade nos movimentos, na forma de execução e no controle exigido pelo movimento. Por isso, vou usar um estudo de Runge (2004).

Neste estudo, o autor buscou encontrar as diferenças eletromiográficas entre o supino reto com barra, com halteres e na máquina. Como o objetivo aqui são os dois primeiros, não vou me ater a questão do movimento na máquina. O estudo foi feito com um indivíduo treinado e saudável.  O indivíduo avaliado executou 3 séries de 10 movimentos, em dias alternados, de cada exercício.

Foi possível verificar uma diferença pouco significativa na solicitação do peitoral maior, nos movimentos com barra ou com halter. Menos de 2% de solicitação a mais no supino com halteres. Porém, foi possível verificar uma diferença considerável no supino com barra, nos músculos deltoide anterior e tríceps porção lateral.

Se formos mais profundamente na literatura, encontraremos estudos similares e outros que indicam maior solicitação nos exercícios feitos com halteres. Infelizmente, não há ainda um consenso sobre qual destes é mais efetivo. E acredito que jamais haverá. Como já mencionei acima, este é um tema complexo.

Vamos agora analisar as variáveis que fazem toda a diferença nestes casos!

Exercícios com barra ou halteres, quais as reais diferenças?

Basicamente, os exercícios feitos com barra ou com halteres, tem uma diferença básica: a estabilização dos movimentos. No geral, salvo exceções, os movimentos feitos com barra são mais “fáceis” de serem executados. Para entender isso, temos que ir mais a fundo, na coordenação motora.

Os seres humanos tem um desenvolvimento motor que segue a linha crânio-caudal (da cabeça para o tronco) e próxima-distal (tronco para as extremidades). Neste ponto do tronco para as extremidades, temos um desenvolvimento nos pontos distais (pés e mãos) que primeiro é bilateral e depois, unilateral.

Na prática isso significa que primeiro conseguimos coordenar os movimentos de pés e mãos, com estes fazendo movimentos simultâneos e depois, separados. Ou seja, no caso do supino reto, por exemplo, é mais fácil começar com a barra, até que a coordenação seja aprimorada (em casos de pessoas totalmente inativas).

Ou seja, os movimentos com barra têm uma tendência a serem mais fáceis. É uma questão de desenvolvimento motor mesmo. Porém, uma pessoa com bom repertório motor, não terá dificuldades em fazer movimentos com halteres.

E na solicitação muscular? 

Depende. Os exercícios feitos com halteres, tendem a utilizar mais unidades motoras. Porém, eles também podem gerar compensações no movimento e fazer com que músculos sinergistas se tornem motores de movimento.

Outra questão importante, é que algumas pessoas usam excesso de carga e neste caso, independentemente se é com halter ou barra, o movimento fica prejudicado.

Enfim, seja com halter, seja com barra, seu treino precisa de constante avaliação e controle. Caso contrário, você terá grandes chances ou de se lesionar, ou de não desenvolver (as vezes os dois). Periodização, treino adequado as suas individualidades e necessidades, é o que você precisa de verdade. Neste contexto, a utilização de halteres ou barra, pode ser pensada de uma forma muito melhor! Bons treinos!

Referências:
RUNGE, A. Análise eletromiográfica da musculatura peitoral maior nos exercícios de supino reto com halteres, com barra e na máquina. PUC RS, 2004.

Fonte: http://www.treinomestre.com.br

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s