ALONGAMENTO E MUSCULAÇÃO

Nunca faça antes dos exercícios de musculação

alongamento não 231115a

Fazer alongamento antes de um treino de musculação é algo muito comum de se ver nas academias de ginástica Brasil afora. Acredita-se, com estímulo dos instrutores, que o alongamento evita lesões e prepara os músculos para a carga que será recebida durante o treino.

Fisiculturistas experientes, no entanto, sempre disseram que alongamento antes do treino só serve para diminuir a força. Com base em seus próprios treinos, esses profissionais afirmavam que bastava um leve aquecimento para o preparo dos músculos. Para os praticantes amadores, fica sempre a dúvida: alongar antes ou depois ou nunca?.

Um grupo de pesquisadores da Escola Paulista de Medicina publicou ano passado uma pesquisa para tirar a prova. Afinal, devemos fazer alongamento antes do treino de musculação da forma como é ensinada nas academias?

A resposta é um sonoro não.

O que é alongamento?

O alongamento de que estamos falando é o alongamento passivo, aquele de ficar puxando uma parte do corpo, “esticando” o músculo por alguns segundos.

A pesquisa mostrou que esse alongamento passivo reduz a força daquele músculo para a sessão de musculação que virá em seguida. Em outras palavras, se você faz o alongamento, conseguirá colocar menos peso nos exercícios.

O grupo de pesquisadores brasileiros analisou indivíduos na casa dos 20 anos, testando a força máxima em exercícios clássicos da musculação, como supino, rosca direta, leg press e puxada aberta.

Em qualquer grupo muscular observado, não importa se a pessoa tinha experiência ou não com a musculação, a perda de força foi observada. A conclusão da pesquisa é que “parece inapropriado encorajar o alongamento estático antes de eventos atléticos ou atividades físicas que requeiram altos níveis de força muscular”.

Como aquecer o corpo sem fazer alongamento

alongamento não 231115

Alongar antes da corrida, ok. Alongamento antes da musculação, não.

Se não devemos fazer o alongamento estático, como devemos preparar o corpo antes de um treino de musculação?

Há duas formas.

A primeira é o chamado “alongamento dinâmico“, assim mesmo entre aspas, visto que não é exatamente um alongamento. Você já deve ter visto jogadores de futebol se aquecendo antes de uma partida. Eles dão chutes repetidos no ar, giram o tronco para lá e para cá, rodam os braços para frente e para trás. Esse tipo de aquecimento faz o sangue fluir e aquece os músculos antes do treino, prevenindo as lesões.

A segunda forma é simplesmente começar direto o treino, porém fazendo as chamadas pré-séries com menos da metade da carga. Por exemplo, se o seu treino começa com uma série de três vezes no supino e você coloca 20 quilos neste exercício, faça antes duas ou três pré-séries com menos da metade dessa carga. Você pode fazer a primeira com apenas 5 quilos e a segunda com 10, por exemplo.

As pré-séries devem ser feitas apenas no primeiro exercício de cada grupo muscular. Se do supino você vai para o crucifixo, por exemplo, não é necessário aquecer os músculos do peitoral, que já terão trabalhado anteriormente. Porém, se depois do crucifixo você vai começar a trabalhar bíceps, as pré-séries são novamente necessárias.

E quando fazer alongamento?

O alongamento estático tem seu lugar. Ele é importantíssimo para manter a flexibilidade do corpo, sobretudo em épocas como a atual, em que passamos boa parte do dia sentados, encurtando os músculos isquiotibiais (a parte de trás da coxa).

Um bom momento para fazer alongamento é logo ao acordar, se você não for fazer exercício de força pela manhã. Outra opção é fazer o alongamento estático antes de exercícios que não sejam de força, como os exercícios aeróbicos, por exemplo (natação, ciclismo, caminhada e corrida etc.).

Outra opção é fazer aulas específicas de alongamento ou, melhor ainda, de yoga. Veja no vídeo abaixo, da Revista Boa Forma, como fazer alongamento com uma das posições da yoga:

Se você quiser parecer estranho ou enganar seu instrutor na academia, pode fazer o alongamento estático antes da musculação, porém atingindo grupos musculares diferentes do treino. Por exemplo, se você vai treinar pernas, alongue a parte superior do corpo. Se vai treinar a parte superior, alongue as pernas. Nesse caso a perda de força não fará falta no treino.

E se o instrutor insistir com você que o alongamento é necessário? Bem, nesse caso mande ele ler a íntegra da pesquisa.

Fonte: http://mude.nu

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s