O PODER DA MENTE

E a influência em seus treinos

Arnold 010414

 

Por: Douglas Guimarães

“Sala de pesos: Local onde o corpo trabalha e a mente descansa”. Frase muito divulgada na internet e compartilhada em redes sociais, geralmente são pessoas que iniciam os treinos de musculação e até mesmo alguns que já são experientes, mas ainda não entenderam o sentido da frase.

Particularmente, não concordo com essa frase.

Por quê? Vamos voltar ao inicio de tudo, onde conheci esse esporte e, talvez muitos de vocês já passaram ou estão passando por isso.

Quando eu entrei pela primeira vez em uma academia meu objetivo era apenas me tornar uma pessoa fisicamente normal. Bom, eu não tinha nenhuma deficiência física, porém me julgava e realmente era extremamente magro. Pessoas acima do peso também se encaixam nessa história, apenas o caminho trilhado seria o inverso. Voltando, eu não pensava em trabalhar com isso, escrever sobre isso e muito menos subir em um palco de competição. Queria apenas ganhar alguns quilos, não sonhava com braços grandes ou um abdômen definido, queria vestir uma camiseta e não parecer um cabide, apenas isso.

Não vou me prender a minha história, mas resumindo, a cada quilo de massa muscular ganho, eu queria mais e, sempre traçava uma meta em minha cabeça, porém quando a atingia não me via contente e, queria mais, sempre mais. Claro, para que isso tudo acontecesse foram uns três anos me “dedicando” a musculação da forma que eu achava que era o correto. Passei algum tempo estagnado e não sabia o que fazer, vi que minha genética não contribuía muito então, o que me restava? Estudar a fundo todos os princípios e variações de treinamento, dieta e suplementação. Nesse tempo iniciei o curso de Educação Física, cursos com treinadores renomados, conheci atletas, e até mesmo competi como fisiculturista.

Bom, mas onde eu quero chegar com tudo isso? O título do artigo é o poder da mente, não o poder do conhecimento.

Quero dizer que para eu conquistar 35cm de braço, antes tive que conquistar 31,32,33 e depois 34 cm. Para eu conquistar os 40cm de braço, também tive que passar por estágios inferiores. Bom, no inicio eu queria pouco, então por que comer como um monstro ou erguer pesos gigantes se não pretendia me tornar um fisiculturista?

É exatamente isso que muitas pessoas pensam, principalmente as mulheres, não todas claro, mas grande parte. Elas não treinam até seu limite por que tem medo de se tornarem mulheres “musculosas”. Elas querem aumentar suas pernas, modelar seu bumbum, mas não querem ficar monstruosas. Então treinam leve, comem como passarinhos e tem medo de suplementos, por que segundo elas “ENGORDAM”.

Bom, quero dizer que todo fisiculturista, todo monstro, já foi um grilo, um passarinho, um frango, depois um fitness e então se tornou um fisiculturista. São estágios, e para passar para o seguinte é preciso dedicação total.

O grande Arnold, dizia que para ser grande você precisa primeiramente se visualizar grande e então agir como alguém grande. O que ele queria dizer com isso?

Vou entrar na mente de um de vocês que está estagnado e relatar o que vejo você pensando:

“Bom, eu quero apenar um abdômen definido, não quero ser enorme, então não vou comer 2kg de batata doce por dia e muito menos 1kg de frango, não vou gastar parte do meu salário com isso e muito menos com suplementos, um whey vagabundo já está bom, ir a academia todo dia é coisa de viciado, vou 3x por semana quando der e não vou perder minha juventude, uma cervejinha e balada no final de semana não mata ninguém”.

Tenho certeza que muitos pensam assim, e acabam tendo resultados ridículos, vão a academia o ano todo e ganham meio centímetro de braço sem qualidade nenhuma.

Pense comigo, quer ganhar 5kg? Treine e alimente – se como se quisesse ganhar 10kg. Então chegará muito mais rápido no seu objetivo inicial. Pense grande.

“Sala de pesos: Local onde o corpo trabalha e a mente descansa” POR QUE EU NÃO CONCORDO COM ISSO?

Por que minha mente não descansa enquanto estou treinando, muito pelo contrário! Quando estou ali fazendo um agachamento pesado, chego a décima repetição e estou morto, minhas pernas doem e me sinto enjoado. Muitos irão olhar na sua FICHA e irão parar ali, por que na maldita ficha está escrito que devem fazer EXATAMENTE 10 repetições. Mas como isso? Por que esse número mágico? O MÚSCULO NÃO SABE CONTAR, MÚSCULO SABE O QUE É FALHAR, É ASSIM QUE ELE VAI CRESCER. Como eu disse, a grande maioria irá parar ali, na décima repetição. Mas minha mente comanda meu corpo, eu quero ir além, quero vencer e não estou com aquele peso nos meus ombros atoa. Então faço mais três repetições e minha perna está bamba, não suporto mais a dor. Mas ela ainda consegue se mover apesar da dor meu corpo consegue agachar mais uma vez. Minha mente manda e faço mais duas repetições, na última não consigo subir, então prendo a barra no suporte e paro para respirar.

Segundo a opinião do psicólogo e doutor Eduardo Vicenzi, o tipo de treino baseado exclusivamente em série e números de repetições pré-definidas pode funcionar como uma “armadilha mental”. Isto porque a pessoa que treina foca mais a finalização da série do que o seu real limite físico. A mente se condiciona a apenas acabar a série e pode até mesmo produzir uma sensação ilusória de que o músculo só aguenta realizar o número de repetições previstas na “ficha de treino”. Ou seja, a mente produz uma sensação de fadiga enquanto o músculo ainda não foi exigido até o seu limite (pensando num objetivo de hipertrofia, por exemplo).

“Ah entendi, então não são 10 repetições, são 15?” NÃO GAFANHOTO INOCENTE. Não há um número exato, não há número mágico de repetições para hipertrofia ou definição, há o treinamento correto. Séries submáximas, falha concêntrica ou positiva e falha excêntrica ou total. Aqui não entram números.

Então repito, meu corpo disse pare, ele usou o mecanismo da dor para me passar essa mensagem. Mas minha mente estava TRABALHANDO no meu objetivo e pediu MAIS UMA. Então eu fiz, fui além do limite da dor, atravessei essa barreira e o corpo obedeceu. Ou, nas palavras do psicólogo Eduardo Vicenzi, você foi ate o real limite do corpo e não foi ludibriado pela sua mente e pelos limites que ela tenta te impor.

Então vejamos só, se você tem tudo para chegar onde quer, e o que lhe falta é a informação correta, motivação e orientação profissional, o que está esperando acontecer para dar um Up no seu treinamento e realmente ir além? Para quem se considera saudável, trabalhe com um personal trainer que possa lhe dar as melhores orientações, também tão importante será o acompanhamento com uma nutricionista esportiva e, caso perceba que o problema está na sua mente, um psicólogo irá lhe orientar da melhor forma possível.

Uma última observação do nosso colega psicólogo Eduardo Vicenzi é que grande parte das pessoas sabem o que precisam fazer para progredirem em seus treinos e para alcançar os resultados desejados, porém NÃO CONSEGUEM por em prática aquilo que é necessário. Quando isto acontece, há uma grande possibilidade da pessoa estar sofrendo de uma dificuldade de ordem psicológica. Geralmente esta mesma dificuldade de colocar em prática uma meta não surge só no momento de cuidar ou exercitar o corpo ou realizar uma dieta para emagrecer, mas também em uma série de outros projetos de vida nos campos profissional e amoroso. Ou seja, a pessoa vive este mesmo dilema de “saber o que deve ser feito, mas não conseguir aplicar” também no namoro, no casamento ou mesmo no estudo e trabalho. O que geralmente é chamado de “preguiça”, “falta de motivação” ou “falta de força de vontade” é na verdade um problema psíquico, que pode ser tratado num processo de terapia realizado com um profissional habilitado e de confiança. Se você sofre com este problema, você irá notar que ele não surgiu agora em sua vida, mas que ele vem lhe acompanhando há algum tempo. Situações como estas podem até mesmo mascarar um estado de depressão, deflagrado por alguma situação difícil ou por um estado de estresse prolongado.

Então lembre – se do poder da mente. Quer ser grande? Comece a agir como alguém grande desde já. Não espere se tornar um monstro para comer e treinar como um, comece agora e então se tornará um monstro. Quer ter um corpo fitness? Treine e coma como um monstro, então chegará a seu corpo fitness.

 

E lembre – se, nunca é tarde demais para ser aquilo que você deveria ser.

 

Fonte: http://www.dicasdetreino.com.br/

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s